Servidores da Fundac deflagram greve por tempo indeterminado, na ParaíbaG1 Paraíba


Entre outras reivindicações estão a revisão do plano de cargos e carreira, implantação de gratificação, aumento do vale-alimentação para R$ 600 e melhores condições de trabalho. Centro Socioeducativo Edson Mota, que faz parte da Fundac
Reprodução/TV Cabo Branco
Funcionários da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (Fundac), entraram em greve nesta quarta-feira (30), em João Pessoa. Eles pedem revisão do plano de cargos e carreira, implantação de gratificação, aumento do vale-alimentação para R$ 600 e melhores condições de trabalho.
A assessoria da Fundac informou que a gestão está em articulação junto ao governo estadual, por meio da Secretaria da Administração, em busca de soluções para as demandas apresentadas.
No início do mês, a categoria, que está em processo de mobilização permanente, aprovou estado de greve e continuou, por meio do Sindicato dos Trabalhadores da Fundac (Sintac), tentando negociar com as autoridades representativas do governo do estado, em especial com o chefe de Gabinete do Governador, o Ronaldo Guerra.
Conforme o Sintac, os trabalhadores e trabalhadoras da Fundac decidiram na última quinta-feira (24), em assembleia virtual, que contou com cerca de 100 filiados ao sindicato, deflagrar a greve por tempo indeterminado.
Em reuniões prévias, os servidores e servidoras já tinham estabelecido o prazo de 30 de março para deflagração da greve, aguardando um aceno favorável por parte do governo do estado.
“Nessa assembleia estipulamos essa data e se no decorrer deste período não houver resposta positiva para nós, não temos alternativa senão deflagrar o movimento paredista”, justificou Márcio Philippe, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Fundac.
Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba