PGR pede que STF arquive pedido para investigar motociata de Bolsonaro nos EUAO Antagonista

A vice-PGR, Lindôra Araújo, pediu que o STF arquive um pedido de investigação contra Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Anderson Torres, por participarem de uma motociata em Orlando, nos EUA, ao lado do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos.

A motociata foi realizada em 11 de junho, durante a viagem do presidente brasileiro para a Cúpula das Américas. Alvo de investigações no inquérito dos atos antidemocráticos que corre no Supremo, Allan —que hoje vive nos EUA— teve sua prisão decretada por Alexandre de Moraes. Seu processo de extradição não foi concluído.

O pedido de investigação contra Bolsonaro e Torres foi feito por Alencar Santana, deputado fderal do PT de São Paulo, que alegou terem sido cometidos crimes de responsabilidade e prevaricação, segundo o relato de O Globo.

“Sem a conduta nuclear do tipo penal (omissão, retardamento indevido e atuação contra disposição legal expressa), não se configura crime de prevaricação a participação do Chefe do Poder Executivo e de Ministro de Estado em evento político fora das fronteiras nacionais que contou, entre os diversos participantes, com a presença de pessoa foragida da justiça”, escreveu a vice-PGR em sua manifestação.